Infraestrutura de TI – A importância de um bom gerenciamento.

Em um cenário em que as empresas investem cada vez mais em novas tecnologias, a necessidade de soluções de gerenciamento também aumenta. Certamente, algum setor da sua empresa já parou alguns minutos – se não horas – por causa de uma indisponibilidade da infraestrutura de TI. Você chegou a calcular os prejuízos que essas falhas de TI trazem mensalmente para a empresa?

A perda de informações e serviços, ainda que temporariamente, afeta a continuidade do seu negócio e a produtividade de toda a equipe. Não importa se a sua empresa é pequena, média ou grande. Todas as organizações sofrem com falta de gerenciamento de TI. Lentidão e queda do servidor, ataques de vírus, softwares ilegais e indisponibilidade da internet, por exemplo, comprometem a produtividade da organização e podem gerar diversos tipos de prejuízo relacionados ao funcionamento de equipamentos, a equipes impossibilitadas de trabalhar e até as falhas no contato com clientes, fornecedores e entre os próprios colaboradores.

Falta de gerenciamento

Geralmente, a empresa só dá atenção para a questão quando o problema já aconteceu, quando o ideal seria evitar que ocorresse ou que, pelo menos, o processo para consertar a falha estivesse bem delineado. Para se ter uma ideia de como o problema é global, de acordo com a Forrester 75% de um orçamento típico de TI é gasto com problemas de simples gerenciamento, ou seja, que poderiam ser evitados. Além disso, cerca de 40% do tempo utilizado para encontrar a solução de problemas na área de TI é gasto na análise, e não na resolução, segundo o IDC.

Objetivos da gestão da infraestrutura de TI

  • Assegurar e maximizar a disponibilidade da infraestrutura de TI
  • Aumentar o nível de desempenho dos serviços
  • Garantir flexibilidade no atendimento da demanda
  • Minimizar os efeitos das mudanças
  • Aumentar a eficiência na resolução de problemas
  • Diminuir custo com falhas
  • Reduzir o custo dos serviços de TI
  • Prever falhas na TI antes que aconteçam

Por causa desses e de outros benefícios, o gerenciamento da infraestrutura de TI se tornou prioridade dentro das empresas, não apenas para assegurar o alinhamento da área de tecnologia da informação com a estratégia da empresa, mas também para controlar custos associados ao esforço de gerenciamento de suporte.

Como manter a competitividade

As organizações precisam investir em infraestrutura de TI, mas também em um gerenciamento de excelência, que corresponda às necessidades da empresa e dos colaboradores. Isso significa que a área de gerenciamento de infraestrutura de TI precisa, necessariamente, considerar todo as as questões relacionadas à tecnologia da informação: desde as questões mais simples que envolvem o cotidiano do usuário até a garantia de que todos os servidores e o conjunto da infraestrutura estarão em pleno funcionamento.  A área de TI de qualquer empresa precisa estar sempre disposta e preparada para se adaptar o quanto antes a exigências de mudanças constantes, incluindo ameaças à segurança, demandas cada vez maiores de clientes e fornecedores e também a regulamentações governamentais. Só assim, é possível além de manter a competitividade, sair na frente dos concorrentes.

Você sabe quais problemas sua empresa costuma ter que poderiam ser facilmente resolvidos ou evitados com um bom gerenciamento da infraestrutura de TI? Comente!

Assine nosso canal para receber
conteúdos relevantes para o seu negócio.